Canal ADDLabs





CLASSIFICAÇÃO AUTOMÁTICA DE TEXTOS

img-comunicado Atualmente, com os avanços das novas tecnologias, a quantidade de informação gerada diariamente nas empresas tornou-se cada vez maior. A maioria destas informações é armazenada como dados não estruturados. O desafio de trabalhar com dados não estruturados é uma prioridade para certas indústrias, especialmente as que buscam formas de pesquisar, classificar, analisar e extrair conhecimentos a partir de massas de dados. O desenvolvimento de métodos automáticos para produzir informações estruturadas a partir de fontes de texto não estruturado seria extremamente valioso para estas indústrias. Neste sentido, o seminário abordará o problema da classificação automática de textos para o domínio da indústria do petróleo. O objetivo é promover um intercâmbio de ideias e debates acerca das possíveis técnicas a serem aplicadas no intuito de motivar a pesquisa nesta área de conhecimento.


Oradores
Dra. Nayat Sánchez Pi
Dr. Luis Martí

Programação
15h00 Abertura
15h10 apresentação do problema e soluções abordadas
15h30 apresentação de novas soluções
16h00 Debate
16h30 Apresentação do problema para o próximo seminário

Organizadores
Ana Cristina Bicharra Garcia
Nayat Sánchez Pi

Contato
nayat@addlas.uff.br



O ADDLabs

O ADDLabs é o laboratório de Documentação Ativa e Design Inteligente do Instituto de Computação da Universidade Federal Fluminense e, desde 1996, desenvolve pesquisa e tecnologia de ponta em Inteligência Artificial e Interação Homem-Computador.

História

O embrião do ADDLabs nasceu em 1992, quando a Professora Ana Cristina Garcia defendeu, em tese de doutorado, na Universidade de Stanford, a ideia de como a Inteligência Artificial, aplicada a um modelo cooperativo, poderia ajudar apoiando decisões.

Projetos

O ADDLabs desenvolve projetos, sistemas computacionais e tecnologia de ponta nas áreas petrolífera, de gestão e Web. Sem descuidar do incentivo à pesquisa, o laboratório procura relacionar as atividades acadêmicas às demandas dos parceiros.